Escola: como montar lista de material escolar infantil? Confira o miniguia!

lista de material escolar infantil
4 minutos para ler

Elaborar a lista de material escolar infantil é uma dificuldade que muitos gestores enfrentam. Afinal, é um material extremamente importante, mas tem que haver cuidado para identificar as necessidades pedagógicas e atender à legislação vigente.

Existem normas, fiscalizadas pelo PROCON, para evitar abusos em listas escolares. Isso, além de causar problemas com o órgão, deixa a relação com os pais desgastada e deve ser evitada ao máximo pela instituição de ensino.

Para que você entenda como montar uma lista de material escolar infantil, criamos este artigo. Veja o que precisa entender para pedir itens úteis e o que é proibido de ser solicitado às famílias.

Avalie o que sobrou do ano que finalizou

Muitos itens sobram do ano anterior e aproveitar esse material para a mesma turma é uma decisão que respeita os pais, além de ser uma atitude ambientalmente sustentável. Por isso, verifique o que ainda há e só descarte se houver data de validade vencida.

Ter noção do que foi pedido no ano anterior e acabou sem uso também evita uma lista com itens em excesso. Refaça os cálculos em cima dessas informações e peça para as famílias apenas o que, de fato, for necessário.

Atenda às necessidades pedagógicas

A idade das crianças e as atividades que vão ser desenvolvidas durante o ano letivo são importantes norteadores para a elaboração da lista de material escolar. Por isso, o planejamento anual é tão importante. O gestor deve criar listas com pedidos para cada turma, pois a necessidade vai variar bastante.

Powered by Rock Convert

A lista de material escolar precisa ser debatida entre a coordenação pedagógica, os professores e a gestão. Isso porque a escola tem que pensar em um ano de atividades que serão desenvolvidas.

Fique atento à legislação

A escola só pode solicitar itens pedagógicos. A Lei Federal de nº 12.886 veta a cobrança de itens de uso coletivo, e o PROCON realiza fiscalizações.

Veja, a seguir, quais são os itens proibidos para a lista escolar:

  • algodão;
  • canetas para lousa;
  • sabonetes;
  • toner de impressora;
  • papel higiênico;
  • lenços descartáveis;
  • medicamentos;
  • papel ofício;
  • álcool;
  • pratos, talheres e copos descartáveis;
  • grampeador;
  • grampos para grampeador.

O Código de Defesa do Consumidor também proíbe a exigência de itens de marca e a de que a lista de material seja comprada em algum estabelecimento específico.

Mantenha diálogo com os familiares

Muitos pais e mães reclamam das listas de material escolar. Isso acontece por não entenderem a importância dos itens para o desenvolvimento da criança na escola. Para evitar isso, na reunião de fechamento de ano, inclua na pauta esse assunto.

Assim, a gestão aproxima sua relação com as famílias e ainda dá chances para que tirem dúvidas. Essa é uma troca fundamental para estabelecer laços com eles. Esse canal de diálogo precisa ser sempre reforçado. Por isso, inclua na lista de material escolar uma agenda infantil personalizada.

Assim, durante todo o ano letivo, as famílias e a escola terão uma maneira eficiente para que uma relação de qualidade, beneficiando sempre a criança. A agenda personalizada permite que não somente comunicados sejam feitos, mas também inclui o calendário escolar e as informações importantes sobre a escola.

Agora que você já sabe como criar uma lista de material escolar infantil, aproveite para curtir a nossa página no Facebook. Fique por dentro de artigos sobre educação para gerir melhor sua escola.

Agendas PersonalizadasPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-