Empreendedorismo na escola: quais os benefícios e como implementar?

Empreendedorismo na escola
4 minutos para ler

A mudança no mercado de trabalho traz à tona a necessidade de abordar com crianças e adolescentes o empreendedorismo na escola. Estimular o perfil empreendedor é um aspecto importante no ambiente escolar.

Dentro desse contexto, educadores estimulam diversas competências em sala de aula. Isso prepara os alunos para demandas da nossa sociedade e, certamente, saber como empreender é uma característica de grande importância.

Você já pensou em ensinar empreendedorismo na escola? Neste artigo, você vai ver como aplicar em sala de aula e como seus alunos serão beneficiados. Continue a leitura a para conferir.

Quais são os benefícios do empreendedorismo na escola?

Veja, abaixo, algumas vantagens de tratar o tema em ambiente escolar.

Aprender com erros e acertos

Tudo fica mais fácil de ser aplicado na vida adulta quando temos alguma vivência na infância. Com o empreendedorismo não é diferente. Em um ambiente escolar, o aluno tem a chance de aprender com erros e acertos que comete, mas também observando os resultados dos colegas.

Com o tempo, o estudante consegue viabilizar os riscos e as consequências de suas decisões. Ele vai entender que empreender significa oferecer algo que tenha resultados positivos com o público-alvo. A experiência aumenta de forma significante, de modo que o aluno tenha visão empreendedora em seu futuro profissional.

Ver a validade da mobilização

Estudantes que têm contato com noções de empreendedorismo desde cedo compreendem o conceito de mobilização. Isso quer dizer que terão condições de desenvolver autonomia e liderança ao distribuírem funções e compartilharem um objetivo em comum.

Para empreender, o aluno precisa conseguir trabalhar em equipe e realizar ações conjuntas. É uma maneira de estimular o contato entre colegas de sala para troca de experiências e para que rompam juntos novos desafios.

Powered by Rock Convert

Ter comprometimento com a sociedade

O empreendedorismo não é importante apenas para abrir novos negócios. As lições que se aprende são aplicadas em diversas profissões e até mesmo na maneira como se relacionam com a sociedade.

O aluno aprende a planejar e identificar possíveis riscos, traçando outras soluções. Ele também compreende que não é somente a recompensa financeira que interessa, mas o impacto social e ambiental de um projeto. Todos esses valores vão ser levados e aplicados em momentos da vida adulta.

Como colocar em prática?

Algumas escolas já trabalham com o empreendedorismo por meio de atividades extracurriculares. É possível que isso seja incluído no calendário escolar de diversas maneiras.

Mesmo que o empreendedorismo na escola não esteja na grade curricular, é possível colocar em prática por meio de projetos multidisciplinares. É importante promover palestras e workshops a respeito do tema para ajudar os alunos a terem uma visão empreendedora.

Uma forma muito positiva de envolver os alunos e, ao mesmo tempo, engajar pais, mães e a comunidade escolar é propor que troquem experiência com alguém da família que tenha um negócio próprio. Os estudantes podem tentar elaborar um projeto para solucionar algum problema, após uma vivência com o empreendedor.

É possível transformar essa ação em um projeto multidisciplinar para que cada área de ensino consiga enriquecer o aprendizado. É sabido que o aluno se interessa mais em atividades na sala de aula que tenham mais interatividade e propostas inovadoras.

O empreendedorismo na escola é uma ferramenta importante para a educação contemporânea e, certamente, vai trazer muitos benefícios.

Quer aprender mais sobre gestão escolar e ver dicas sobre projetos pedagógicos? Acompanhe a Gráfica Rich Laser no Facebook, Instagram e Pinterest para ficar por dentro de tudo em primeira mão.

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-